)Sarau(

o arrebol azul / poesia contemporânea brasileira; diana junkes;

Diana Junkes

 

 

 

 

 

 

cicatriz

madrugada

rosa 

teu

corpo

sobre

o meu

corpo

latejando

azul

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

tirésias virtual

longa mensagem avesso

virulento do bordado

desvario na ínfima tela

 

armas digitadas às pressas

ou a violência da nau

contra o rochedo

 

utopias em agonia

impudor do sofrimento

polumetis sem sinal

naufrágio e algaravia

 

vitorioso

o silêncio transpõe

a viagem, as máscaras

o último emoji

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

che vuoi?

bandeira e cartola

bons pretextos para gestos

inconfessáveis

 

a notícia de jornal

a sala de recepção

o desejo guardado

nos anexos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

+++

ilustrações de HELTON SOUTO 

+++

DIANA JUNKES nasceu na cidade de São Paulo em junho de 1971. Fez mestrado (2004) e doutorado (2008) em Estudos Literários na UNESP, de Araraquara. É crítica literária e professora de literatura na Universidade Federal de São Carlos. Dedica-se ao estudo da poesia brasileira contemporânea e, em especial, à obra de Haroldo de Campos. Publica regularmente artigos e capítulos de livros, voltados para os estudos de teoria e crítica de poesia. Em 2013, publicou As Razões da Máquina Antropofágica: poesia e sincronia em Haroldo de Campos (Editora da UNESP).

+++

HELTON SOUTO nasceu em 76. Ribeirão Preto. Casado com Silvana. Cientista social, educador, gerente de projetos na área de educação e juventude, artista plástico e ilustrador. Desenha e pinta desde sempre. Torce para o São Paulo. E seu cachorro se chama Yoda. Blog: Andar na pedra. Contato (Facebook): Helton Souto.

  • Galaxie 500 - 01 - Blue Thunder

16/04/2017