)Sarau(

Orquídea e Vasilisa: fragmento /

ADRIANA ZAPPAROLI

 

 

 

 

 

 

.... mas  tinge o sol estranhos horizontes. porque ama o voto e o objeto [por um mundo puro em éter]; ama sua lua escura, de quebra quirelas, um reflexo claro de bengalas, quartos, santos e capelas,

um tesouro em vibração roxo-criativa-ignoto, silêncio,  porque a névoa é pálida entre a orquídea  e o abutre

de amor agouro;

corvo augusto, por todo amor estreito, tolo, abestalhado, moscardo-fusco. por todo angusto, pactolo suspeito, encharcado e injusto.

por dolo, um amor perfeito, que por fora é só molusco.

por amor-miolo, venusto que, recuperado,

por sôbolo-amor, aquele acanalhado afeito, combusto ...

em jacinthus

e então, por amor, orquídea se suicida, e se transmuta em vasilisa,

a sua parte fria que fita o abutre.

seu escapulário o ínfimo do escuro.

éguas e lepidópteras em tiro de  chumbo,  em pólvora, de matar felinos noturnos mutilados em seus digestórios, resgatados em peças, em carcaça-armadura, são cadáveres,

espetáculos, oráculos e um calipso ...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

<>_<>

Orquídea e Vasilisa – Fragmento inédito de texto poético contemplado com bolsa de incentivo à criação literária – poesia, Proac Edital nº 36/2014, Secretaria da Cultura, Governo do Estado de São Paulo

<>_<>

ilustração de HELTON SOUTO

<>_<>

ADRIANA ZAPPAROLI (Campinas, SP) é escritora e tradutora. Realizou pós-doutoramento pela Universidade Estadual de Campinas (S.P). Publicou os livros de poesia A Flor da Abissínia (versão bilíngue) em 2007; Cocatriz em 2008; Violeta de Sofia em 2009; Tílias e Tulipas (versão bilíngue) em 2010; O Leão de Neméia em 2011; Flor de Lírio (versão bilíngue) em 2012, Flor de Lótus em 2013, a tradução poética para Mosaico Fluido em 2014, Flor Cadáver (2015) — todos editados pela Lumme Editor (Bauru, SP). Em 2012 publicou a plaquete poética Lontra Corola Libido editada pelo Centro Cultural São Paulo. Em 2015 publicou o livro Compota em Mangaba pela Edições Debalde (Portugal). No Facebook: Adriana Zapparoli.

<>_<>

HELTON SOUTO nasceu em 76. Ribeirão Preto. Casado com Silvana. Cientista social, educador, gerente de projetos na área de educação e juventude, artista plástico e ilustrador. Desenha e pinta desde sempre. Torce para o São Paulo. E seu cachorro se chama Yoda. Blog: Andar na pedra. Contato (Facebook): Helton Souto.

 

 

 

 

 

 

 

  • 03 Lucidez

09/08/2015