<<< mais recentes

)Blog(

O cara mais bonito do mundo

Alguém já te disse que nessa imensidão você é o cara mais bonito do mundo? Quando acorda e lava os cabelos, quando troca a roupa de dormir e se encara no espelho, já te disseram que fica tão bonito assim? Acho que simplicidade é o meu forte e eu não precisaria de nada mais do que você e aquela sua calça jeans meio rasgada a mão. Você faz o café e mesmo tão amargo, ainda é o cara mais bonito desse vasto mundo. Eu coloco açúcar e você reclama dizendo que eu disfarço o...

Leia mais...

)Blog(

Gonçalves-se!

Amanhã é dia de ir embora. Faz quatro dias que estamos aqui. Só hoje que a gente achou melhor não sair de casa, para não fazer nada mesmo. Quer dizer: Sementinha de Mostarda (Silvia) está prestes a fazer um churrasco. É ela quem cuida dos acepipes. Dráuzio Varella (Théo) está no quarto, diante do computador, decerto. Eu (Sarcófago), como não poderia ser diferente, estou a mergulhar mais fundo nas profundezas do meu eu, tal o egocentrismo com que fico a esmerar a alma, lapidando-a sem...

Leia mais...

)Blog(

FELIZ NATAL!

É o que deseja a gente, aqui do Tertúlia. Ah, e feliz A.N.O. N.O.V.O. também!

Leia mais...

)Blog(

Amor fantasma

Quando uma pessoa passa por uma grande tragédia, um acidente, e os médicos concluem que sua salvação seria a amputação de um membro, isso torna - se o maior desastre na vida de um paciente. Os médicos provam que a amputação é a melhor saída. Que retirar aquele membro aumentaria todas as chances de vitalidade do paciente. Isso quando o membro já não se perde por causa quase natural durante o acidente. Quando um membro é amputado dá - se um longo espaço de tempo para que o paciente se recupere...

Leia mais...

)Livros(

O povo indomável

Quando lemos um jornal, é raro refletirmos sobre a relação de forças que tal tipo de publicação exerce sobre seus leitores, enfim, mesmo sobre toda a sociedade. Um órgão da grande imprensa, seja ela de que tipo for ou qualquer posição que assuma, jamais abandona a pretensão de, através da organização da linguagem, também organizar a linguagem social, de modo que as relações de poder não sejam abaladas. Pelo menos é o que observamos ao analisar a imprensa brasileira, majoritariamente engajada...

Leia mais...

)Livros(

Vespeiro silencioso: "Mayombe", de Pepetela

“É bom falar, é bom conversar com um amigo, a quem se abre o coração”, diz Sem Medo a Teoria. São dois guerrilheiros, comandante e comandado, conversando no interior da floresta tropical que é Mayombe, que é Angola. “Guardar para si não dá, só quando se é escritor. Aí um tipo põe tudo num papel, na boca dos outros. Mas quando se é escritor é preciso desabafar, falando”. Este é Sem Medo. Qualquer semelhança com o orixá Ogun, o “prometeu africano”, não será mera coincidência. Personagem...

Leia mais...
<<< mais recentes

Este sítio, Tertúlia, nasceu de um fanzine. De 1993 a 1997 foram apenas seis números. Fanzine é uma revista que você mesmo faz, com tesoura, cola e uma ideia na cabeça. "Xerox e revolução", disse Marcel Plasse nos anos 90. Tertúlia agora está on-line. Seja bem-vind@. Música, cinema, literatura, entrevistas, futebol (Santos Futebol Clube), um pouco de meu trabalho (work in progress) e de tudo um pouco (gastronomia, cidades etc.). Coisas para relembrar: nunca tive talento para tocar guitarra (infelizmente) e sempre gostei de botes contra a corrente.
Renato Alessandro dos Santos
realess72@gmail.com

"Olá, este é o site do fanzine Tertúlia. Nos anos 1990, fazer fanzine era mais do que ter um blog ou um site. Era esperar pelo carteiro todo dia, quando e-mails ainda não faziam parte da vida; as cartas chegavam sem parar. Mesmo quando não havia carta alguma, o carteiro passava lá em casa. 'Não vai ficar triste, menino, mas hoje não tem carta', lamentava. 'Não há problema', eu dizia.'Amanhã chega mais'. E chegava. Cartas vinham de tudo quanto é parte do Brasil e fora daqui: Espanha, Cuba, EUA. O fanzine ia cada vez mais longe... LEIA MAIS...